sábado, 28 de maio de 2011

De Walmir para Lis

Lis,

seus anjos de guarda são dois. Um fala agora, o outro depois.
Este que agora fala garante um momento justo, com brincos de prata e ouro, junta formas a esmo coisas foscas ou brilhares, que vêm de tantos lugares que nem os anjos se lembram, mas tocam em frente o processo.

Escreva então outro verso!

E sua mão obedece cegamente, comportada, e mesmo que não diga nada, no fim a forma te intriga.

O outro anjo te escuta, pondera, discute contigo, aconselha como amigo a escolher cada pedra, evitando o perigo de registrar cegamente as coisas que vêm à mente e comprometem depois.
Você tem muitos amigos, mas anjos de guarda, só dois.

Um deles volta à carga e te mantém artesando e criando e bebendo. Você é só instrumento de mensagens imediatas, de conclusões provisórias que, se não contam histórias, também não são um lamento.

Tens uma história simples, uma família normal, tens amigos, colegas e um afeto especial. Tens coisas diferentes, às vezes incompatíveis, milhares de neurônios e um curso superior que contigo se indispôs.

Tens um milhão de motivos, mas, anjos da guarda, só dois.

Rogas pragas criativas: “mas que puta que pariu”, xingas. No sábado ou no domingo e às vezes pela semana, dizes que vai à merda e oferece carona, mas se comporta direito. Paras no bar, se abastece, te dás o que bem mereces e não reclamas depois.
Você tem muitos defeitos, mas anjos de guarda, só dois.

Rende à fadiga do corpo, à meditação necessária. Para, limpa a área mais ou menos e vai descansar, finalmente. Come do último doce e liga a televisão. Viver assim, não é mole, mas tudo sempre se encontra no lugar onde se pôs.

E vais dormir. Boa noite

Tu e seus anjos. Os dois.

4 comentários:

Anônimo disse...

Ai! Que que lindo! Só voce pra escrever assim!
Beijo!
Alba

Anônimo disse...

Queria eu ter um paidrasto desse.Beijo a Lis,Mãe e Walmir,o paidrasto querido.
Saudades.Ana

ANCIENT MOTHER disse...

Que buniteza!

Liliana disse...

Muito lindo! Tô querendo um anjo da guarda assim. Nem preciso de dois, só mesmo um. beijos